Blog-Qual-a-importância-do-gestor-de-pacientes-min

Qual a importância do Gestor de Pacientes?

Qualquer tipo de prática médica deve ver o paciente como um todo e adotar uma abordagem humanizada. A prática dentária deve ter ainda mais atenção a este aspeto, uma vez que é uma área que causa medo ou ansiedade num número significativo de pacientes.

O gestor de pacientes surge como uma figura que ajuda no cuidado e na gestão de expectativas do paciente. Neste artigo vamos falar mais sobre este papel, as suas funções e importância.

O que é o gestor de pacientes?

O gestor de pacientes é responsável por várias funções na jornada do paciente. Este faz a ponte entre a equipa clínica e o paciente, facilitando a comunicação entre todos. Aliás, muitas vezes, o gestor de pacientes reúne com o paciente antes até do médico dentista.

Quais as funções de um gestor de pacientes?

A função do gestor de paciente pode variar de clínica para clínica e mesmo de dia para dia. Há dias em que pode ser um trabalho extremamente focado na comunicação, enquanto noutros pode ser mais relacionado com a criação de planos de tratamento e relatórios.

A formação destes profissionais geralmente está ligada às áreas de gestão clínica, liderança ou até gestão de recursos humanos.

Algumas das tarefas mais comuns são:

  • Criar os orçamentos com base no plano de tratamentos estabelecido pelo médico responsável;
  • Comunicar com o paciente para lhe explicar as vantagens do plano de tratamento e a importância de realizar cada um dos procedimentos;
  • Discutir os receios e expectativas do paciente, tranquilizando-o;
  • Abordar as questões financeiras como planos de pagamento e/ou financiamento para encontrar uma solução adequada às possibilidades do paciente;
  • Criar relatórios da evolução dos tratamentos do paciente.

Quais as características do gestor de pacientes?

O gestor de pacientes tem de ser alguém empático, capaz de criar e manter uma boa relação com paciente. Ou seja, alguém em quem este confie, que goste de ouvir e seja capaz de compreender e ajudar a resolver as preocupações do paciente.

Por outro lado, deve também ter boas capacidades analíticas para reportar dados e organizar relatórios que sejam de fácil compreensão e ajudem a melhorar o atendimento da clínica.

Nesse sentido, há algumas estratégias que este deve implementar:

  • Cumprimentar de forma calorosa o paciente;
  • Procurar conhecê-lo e relacionar-se com a sua história;
  • Utilizar uma linguagem simples que o paciente compreenda;
  • Enfatizar os benefícios do tratamento;
  • Incentivar o paciente a fazer perguntas e a esclarecer as suas dúvidas;
  • Desmistificar receios e preocupações do paciente;
  • Demonstrar resultados de outros pacientes para que o paciente sinta mais confiança no tratamento e na própria clínica.

Conclusão

Um bom gestor de pacientes pode ter uma influência direta no aumento da aprovação dos Planos de Tratamento e na melhoria da reputação da clínica. Isto significa que esta figura é essencial para garantir um bom retorno financeiro e a sustentabilidade e boa imagem da clínica.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.